Claro vence leilão para operar em Londrina por R$ 5,8 mi

Este é o primeiro arremate vencido pela operadora, que não atua nesta área de prestação de serviço

Leonardo Goy e Michelly Teixeira, da Agência Estado,

25 Setembro 2007 | 18h57

A Claro venceu nesta terça-feira, 25, o lote mais disputado até agora no leilão de sobras de freqüência do Serviço Móvel Pessoal (SMP). Com ágio superior a 1.000%, a R$ 5,8 milhões, ela levou o lote 16, que corresponde à região de Londrina (PR). O preço mínimo era de R$ 438 mil.   Vivo e Claro mantiveram um duelo com mais de duas horas de duração e cerca de 30 lances. Até agora, este foi o primeiro arremate da Claro, tido como fundamental para a operadora, que não atua nesta área de prestação de serviço.   Por ora, a Oi levou quatro lotes. Porém, um deles está em análise pela comissão de licitação, já que a Unicel entrou com recurso contra a decisão da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) de inabilitá-la, o que acabou por suspender o resultado deste leilão.   Vivo   A Vivo conseguiu na tarde desta terça licença para operar o serviço de telefonia móvel nos Estados do Nordeste onde ainda não atuava. Com isso, a operadora conseguiu ampliar sua cobertura para todo o País.   A empresa arrematou, por R$ 13,014 milhões, o lote 22 do leilão de sobras de freqüências do Serviço Móvel Pessoal (SMP), realizado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). A empresa pagou um ágio de 50% sobre o valor mínimo do lote, que era de R$ 8,676 milhões.   O lote 22 compreende a área 15 de prestação de serviços, que, por sua vez, cobre os Estados de Alagoas, Ceará, Paraíba, Piauí, Pernambuco e Rio Grande do Norte. A Vivo já operava na Bahia, em Sergipe e no Maranhão.   A Vivo também arrematou, por R$ 6,159 milhões, o lote 21 do leilão de sobras, que corresponde à área de prestação de serviços número 14, que cobre Bahia e Sergipe, evitando a entrada de um novo concorrente nos dois Estados.

Mais conteúdo sobre:
Claro telefonia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.