A conta no dentista ficou cara? Entenda como uma solução simples pode acabar com isso

são paulo - sp--( DINO - 21 fev, 2017) - Brasileiros não gostam de ir ao dentista

Por DINO DIVULGADOR DE NOTÍCIAS

22 Fevereiro 2017 | 15h06

Há quanto tempo você não visita o dentista? De acordo com uma pesquisa divulgada pelo IBGE, Instituto de Geografia e Estatística, mais da metade da população brasileira, com mais de 18 anos não tem o hábito de visitar o dentista regularmente, e uma das maiores causas é o medo de dentista. E esse é um dado muito preocupante, considerando que a saúde geral está sim diretamente relacionada aos bons cuidados bucais.

É alto o número de pessoas que acham que as visitas regulares ao dentista para controle da saúde bucal não são tão necessárias e passam anos sem retornar ao consultório.

Normalmente essas pessoas voltam a procurar o dentista somente quando estão sofrendo com alguma dor extrema ou para solucionar problemas estéticos, como dente quebrado, erupções nos lábios, mau hálito ou alergias, por exemplo.

Entretanto as avaliações e os exames odontológicos periódicos ajudam a prevenir o aparecimento e desenvolvimento de cáries, gengivite e doenças periodontais, que podem desencadear problemas mais sérios no futuro e resultar na necessidade de fazer longos tratamentos.

Segundo especialista Dr. Thales Sarti, que é dentista na Zona Sul da capital paulista e diretor da Clínica Vila do Sorriso, 9 a cada 10 pacientes que procuram a clínica apresentam algum tipo de problema grave na saúde bucal, e apena 1 desses 10 procuram a clínica para tratamento de prevenção.

E mais do que isso, o dentista não previne apenas doenças relacionadas à boca. A saúde bucal tem importância e reflete consequências diretas na qualidade da saúde de todo o corpo.

? A endocardite, doença cardíaca grave e infecciosa, é causada por uma bactéria que habita na cavidade bucal e quando se prolifera é nociva ao organismo todo;

? Problemas articulares também são decorrentes de irregularidades na cavidade oral;

? Problemas na mastigação podem provocar dores agudas de ouvido, quadros de sinusite, comprometer a digestão, causando azias e refluxos e vários outros distúrbios gastrointestinais.

O tratamento preventivo é sinônimo de economia

Além da falta de informação em relação à importância dos cuidados bucais, dados revelados pelo Conselho Federal de Odontologia (2014) apontam que:

? 20% dos brasileiros não vão ao dentista por falta de dinheiro;

? 46% consideram difícil o acesso ao profissional;

? 20 milhões nunca tiveram acesso ao dentista;

? Apenas 15% dos brasileiros realmente cuidam da saúde bucal regularmente.

Esses dados levantam uma questão importante: é realmente muito caro cuidar da saúde bucal? A resposta é não. O tratamento odontológico, que deve ocorrer de forma preventiva, com visitas regulares ao dentista é uma ótima opção e não pesa no bolso, visto sua importância em relação à saúde.

Entretanto, por questões culturais, as pessoas tendem a achar que os cuidados com a saúde bucal são caras e simplesmente não vão ao dentista regularmente, isso porque a as suas referências estão baseadas no tratamento da "doença", e não na prevenção.

Dessa forma, com a negligência e a falta de informação, o que é barato acaba saindo caro quando o quadro se agrava e se faz necessário realizar procedimentos mais longos.

Preço X qualidade

Em tempos onde a economia do país não anda lá essas coisas, o fator preço sempre acaba pesando na hora de escolher por um produto ou serviço, e no caso dos tratamentos odontológicos , isso não é diferente.

Mas é muito importante ressaltar que se leve em consideração a qualificação e experiência do profissional como fator principal da sua escolha.

Um profissional da saúde como um dentista deve ser sempre muito bem qualificado instruído, tendo a preocupação em executar um serviço de qualidade, higiene e com um preço acessível para a população ao seu redor.

Um outro fator importante é realizar seu tratamento em apenas um único lugar, sem ter a necessidade de se deslocar pela cidade a procura de outros especialistas.

Uma boa clínica odontológica deve atender a maioria das especialidades de tratamentos em um único lugar, pois deve facilitar a vida do paciente como também o tempo de consulta dele.

Separamos uma lista das principais especialidades da odontologia moderna.

? Consulta de prevenção;

? Limpeza;

? Ortodontia;

? Tratamento de canal;

? Restauração;

? Dentística;

? Prótese e implantes;

? Odontopediatria;

? Cirurgias;

? Periodontia;

? Implantodontia;

Sempre que for procurar uma clínica odontológica para realizar o seu tratamento, lembre-se que de que é a sua saúde que está sendo posta à prova.

Website: http://www.viladosorriso.com.br/

Mais conteúdo sobre:
Releases

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.