Empresários brasileiros apostam que fidelização de clientes podem ser a grande estratégia para vencer a crise em 2017

Este conteúdo é uma comunicação empresarial

Por DINO DIVULGADOR DE NOTÍCIAS

03 Janeiro 2017 | 14h32

Belo Horizonte, MG--(DINO - 03 jan, 2017) - Estamos no início de 2017 e para muitas empresas o ano de 2016 não foi nada bom, pois as regras do mercado estão mudando numa velocidade muito grande e essas mudanças têm movimentado bastante os hábitos de consumo e a decisão de consumidores e empresas. Neste contexto, a grande dúvida de empresários e profissionais de marketing e vendas é: "Como participar de mais negócios, manter a carteira e não cai na simples comparação de preços?"

Então vamos às Dicas:

1- Conheça bem os clientes de sua empresa:

Entenda os hábitos, medos e anseios, o que eles valorizam, quais as expectativas e principalmente como os produtos ou serviços da sua empresa resolve problemas da vida dele.

Invista parte do seu orçamento em conhecer bem o seu cliente, pois cada vez que você o conhece, mais o seu produto ou serviço o completará, ele perceberá mais valor na sua oferta e a fidelização será inevitável.

2- Fazer uma boa comunicação.

A comunicação com essa pessoa não pode ser generalista, você não pode falar mais do mesmo, pois isso todas as outras empresas já estão fazendo com milhares de e-mails, anúncio de venda, ligações e panfletos. O ideal é uma comunicação segmentada, clara e objetiva sobre como o produto ou serviço pode ajudá-lo na jornada de compra, ou a famosa comunicação "1to1"

3- Crie uma experiência de atendimento única.

Muitas pessoas acreditam erradamente que seus negócios dependem totalmente de gente (educada, e proativa)

Não acredite nessa falácia... A maioria dos negócios é dependente de processos, pois eles permitem que pessoas normais realizem atividades complexas.

Veja o caso da McDonalds, Starbucks e tantas outras companhias que levam suas equipes a exaustão em pesados treinamentos, a fim de garantir que todo o fluxo de atendimento seja realizado, da mesma forma, com os mesmos sorrisos, com as mesmas perguntas, para garantir que a experiência e as entregas sejam completas.

Você precisa mostrar ao seu cliente que ele é único, especial, que você está feliz em atendê-lo e que se preocupou com cada passo do atendimento dele e se preparou para fazê-lo com cuidado e zelo.

4- Construa valor na sua oferta.

Agora que conseguiu encontrar aquele cliente que você escolheu, segmentou, atraiu, engajou, atendeu de forma única e cuidou, cuide da relação, mostre que sua oferta é única para o que ele percebe como valor, isole os concorrentes, entregue mais valor por um preço justo.

Isso pode ser feito através de atendimentos diferenciados, mimos, brindes, garantia estendida e outras ações que mostram que na sua oferta ele ganha mais em qualquer outro lugar.

5- Não seja afoito

Um estudo da Google mostra que a maioria das pessoas quando entram em contato com produtos e serviços pela primeira vez ainda não estão preparadas para comprar, entretanto muitas empresas criam estratégias do tipo: "Ou compre de mim agora ou vá embora!".

Essa estratégia não permite que o cliente entre no site da empresa e conheça mais de aplicações, veja conteúdos relevantes, faça conexões do produto com as necessidades ou simplesmente que comece uma relação sem compromisso até que ele esteja pronto para comprar.

Em suma, a dica é: Valorize o relacionamento, que a venda será uma consequência. Tenha calma, a "não venda" de hoje pode representar somente que

"não te conheci suficiente para querer fazer negócio com você".

6- Tenha a melhor entrega

Não adianta atrair, encantar e vender, mas se o produto ou serviço que sua empresa entrega realmente não é algo que supera as expectativas do cliente ou se ele não se sente motivado a falar bem de você ou lhe indicar para amigos.

Isso acontece muitas vezes devido ao desalinhamento entre expectativa e entrega, então para solucionar isso não esqueça:

Durante todo o ciclo de vendas deixe claro as entregas, faça sempre conexões sobre a expectativa do cliente e o produto final.

Se possível surpreenda-o no final com uma ação que transformará a experiência de compra em um momento especial e criará o "efeito Uau".

7- Faça continuamente a medição da satisfação do seu cliente

O que não se mede não se gerencia, então seja focado em medir suas ações, quais passos da venda convertem mais, qual funcionalidade deixa o seu cliente mais satisfeito, qual funcionário está atendendo melhor e assim por diante.

Dê atenção, dê ouvidos e haja energicamente nos problemas, quando ocorrerem e não esqueça:

? Mapeie bem as falhas rapidamente;

? Tenha um "protocolo" para solucioná-las;

? Tenha uma comunicação clara e eficiente para impedir que o problema se multiplique;

? Seja transparente e humilde com o cliente;

? Apure as responsabilidades e implemente melhorias de processos e treinamentos;

8- Capte os testemunhos dos seus clientes

Em todos os negócios, inclusive no seu, o melhor comercial que pode existir é um cliente satisfeito falando bem a seu respeito.

Hoje a internet e as redes sociais permitem que um testemunho positivo ou negativo seja visto por milhares ou até milhões de pessoas.

Então utilize de todas essas possibilidades a seu favor e garanta que seus clientes poderão avaliar positivamente, gerar resenhas sobre seus produtos e até gravarem vídeos falando da experiência de ser seu cliente.

9- Esteja presente depois da venda.

Quando a venda é feita a relação com seu cliente apenas começou, então não deixe de lado, esquecido e sem atenção.

Crie processos para conhecê-lo melhor, saber seu aniversário, suas preferências e interesses e então depois ligue, envie email, mande brindes. Enfim? esteja sempre presente e preencha o vazio de referência no seu setor.

10- Não confie apenas na cabeça e no papel: Automatize seus processos.

Por fim, transforme todas essas técnicas e transforme o seu planejamento em um modelo de gestão automatizado. Em seguida armazene as informações em uma base confiável e de acesso simplificado, automatize o fluxo de trabalho e de relacionamento com seu cliente.

Lembre-se: antigamente os comerciantes de bairros sabiam tudo de cabeça sobre os seus "fregueses", mas hoje o mercado mudou, a carteira cresceu e os atendimentos não são feitos mais pelos empresários e assim é impossível de armazenar todas as informações sobre clientes, logo o melhor caminho é a utilização de ferramentas, processos, rotinas, scripts, sistemas e tudo que permita tornar sua empresa mais rápida.

Website: http://www.wikiconsultoria.com.br/

Mais conteúdo sobre:
Releases Google

Encontrou algum erro? Entre em contato

0 Comentários

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.