Brasil angaria mais prêmios e chega à marca de 90 Leões em Cannes Lions
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Brasil angaria mais prêmios e chega à marca de 90 Leões em Cannes Lions

fernandoscheller

21 Junho 2018 | 16h19

Fernando Scheller, enviado especial a Cannes

O Brasil teve forte desempenho nas premiações das categorias de Cannes Lions – Festival Internacional de Criatividade que tiveram seu resultado divulgado nesta quinta-feira (21). O maior número de Leões veio em Direct, que reúne peças publicitárias em que o consumidor tem um contato direto com a marca anunciante. Neste segmento, o Brasil contabilizou um total de 11 Leões, incluindo um de ouro.

Faltando ainda a divulgação de 6 das 26 categorias, marcada para esta sexta-feira (22), último dia do festival, o País já se aproxima da marca de prêmios do ano passado, quando trouxe 99 Leões para casa. O Estadão é o representante oficial de Cannes Lions no País.

Equipe da David São Paulo recebe prêmio em Cannes Lions (Soraya Ursine/Estadão)

A campanha mais premiada do dia foi uma ação da David São Paulo, do grupo Ogilvy, para a Coca-Cola. A ação recebeu três Leões de ouro, entre outros prêmios. A campanha, que usou a frase “Essa Coca-Cola é Fanta. E daí?”, consistiu na mudança de significado de uma frase de sentido pejorativo em uma expressão de orgulho e aceitação. Lançada no Dia do Orgulho LGBT, com investimento zero em mídia, a peça publicitária logo ganhou as mídias sociais e também virou notícia.

Segundo o vice-presidente de criação da David Brasil, Rafael Donato, o projeto inicialmente incluía apenas a distribuição da lata comemorativa a funcionários do grupo – que trazia o líquido da Fanta dentro da lata de Coca-Cola –, mas acabou crescendo em importância à medida que a ação foi abraçada nas redes sociais. Isso levou à produção de uma segunda leva de embalagens, que foram distribuídas a influenciadores.

“O objetivo da David é quebrar a internet e virar manchete, entrar no debate cultural de uma forma positiva”, explica Donato. Para o diretor de criação da David, Edgard Gianesi, é preciso também destacar a coragem da Coca-Cola – um cliente de grande porte – em embarcar em uma ideia potencialmente polêmica. “Foi um movimento de coragem, muita gente batalhou para essa ideia existir.”

A ideia de “Essa Coca-Cola é Fanta. E daí?” partiu da dupla de criação Zampa e Zaro, ou Jean Zamprogno e Fernando Pellizzaro, dois jovens publicitários que trabalham em parceria há quase dez anos. Para a Ogilvy, a identificação das pessoas com a campanha ficou evidente com o apoio espontâneo de celebridades – como Pabllo Vittar – e pela proliferação de fantasias Coca/Fanta nos blocos de carnaval do Rio e de São Paulo.

Campanha “Essa Coca-Cola é Fanta. E Daí?” (Coca-Cola/David)

Leões. Líder em prêmios desta quinta-feira, Direct Lions trouxe 11 Leões para o Brasil, incluindo um de ouro, para Africa/Budweiser. Foram quatro pratas: duas para Africa/Budweiser, uma para DM9DDB/Johnson & Johnson e uma para David/Coca-Cola. Os seis bronzes foram distribuídos para David/Coca-Cola, DM9/Walmart, Y&R/Santa Casa e DM9/McDonald’s, além de dois para Grey/Reclame Aqui.

Em Media Lions, foram sete Leões, incluindo um ouro para David/Coca-Cola. As três pratas ficaram com McDonald’s/DPZ&T, Africa/Budweiser e JWT/Kit Kat. Os bronzes ficaram com JWT/Kit Kat, Y&R/JC Decaux e Akqa/Netflix.

Em PR Lions, foram seis Leões, incluindo dois ouros, uma prata e um bronze para David/Coca-Cola. A outra prata foi para Y&R/Santa Casa. Houve ainda um bronze para Lew’Lara\TBWA/Nissan. Em Social & Influencer Lions, foram três Leões: uma prata e dois bronzes, todos para AlmapBBDO/Gol.

O Brasil foi incluído na categoria Innovation, que distribuiu apenas seis prêmios no total. A Grey Brasil levou um bronze para uma campanha para Reclame Aqui. Em Creative Data, outro bronze, para R/GA/Bradesco.

Mais conteúdo sobre:

cannes lionsestadãoogilvyafrica