Facebook ainda luta para ganhar dinheiro com Instagram
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Facebook ainda luta para ganhar dinheiro com Instagram

Venda de publicidade em rede social de imagens é incipiente, segundo Sheryl Sandberg

Fernando Scheller

19 de junho de 2014 | 07h49

Sheryl Sandberg, dirertora de operações do Facebook

Enquanto o uso do Facebook como uma nova mídia para o conteúdo de marcas não para de crescer, a empresa vive um cenário diferente com duas de suas aquisições mais famosas: o Instagram, rede social baseada em imagens, e o WhatsApp, um serviço de mensagens privadas.
No caso do WhatsApp, a situação está mais ou menos resolvida, segundo a diretora de operações do Facebook, Sheryl Sandberg, que participou de seminário ontem no Cannes Lions – Festival Internacional de Criatividade. “É um serviço em que as pessoas se comunicam de maneira pessoal”, disse a executiva. “E nós não temos planos de veicular anúncios nas mensagens.”
No caso do Instagram, a publicidade é uma alternativa clara de monetização, mas o uso da ferramenta pelas marcas ainda é relativamente tímido. “Estamos nos movendo bastante devagar”, admitiu. “A Levi’s fez uma bela campanha, com fotos de muita qualidade, em que havia pessoas vestindo calças jeans, mas o foco não era só o produto.”
Outra compra recente, a Oculus VR, deverá ser a porta de entrada do Facebook no mundo dos aparelhos de alta tecnologia para videogames – “VR” é sigla para realidade virtual, em inglês. “É tão bom que eu achei que iria passar mal”, disse Sheryl, que já testou o produto.

Tudo o que sabemos sobre:

cannes lionspublicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.