Revista é impressa com sangue soropositivo para HIV
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Revista é impressa com sangue soropositivo para HIV

Economia & Negócios

07 Maio 2015 | 15h59

 

Revista tenta chamar a atenção para o estigma social relacionado à aids

Revista tenta chamar a atenção para o estigma social relacionado à aids

A revista masculina austríaca Vangardist, publicada em inglês e alemão, está tentando reativar o debate sobre a aids em sua mais recente edição. Três mil cópias da publicação foram impressas com tinta contendo sangue soropositivo para HIV, doado por três pessoas que vivem com o vírus. A campanha foi desenvolvida pela filial suíça da agência Saatchi & Saatchi.

De acordo com a empresa, a revista foi produzida com rigorosos controles de qualidade. O manuseio da publicação é 100% seguro. A ideia da ação é reacender o debate sobre o HIV, que ainda é a sexta maior causa de mortes no mundo.

“A equipe editorial da Vangardist está comprometida a lidar com uma grande variedade de assuntos que afetam nossos leitores. Em 2013, foram 80% mais casos confirmados de HIV do que há dez anos e uma estimativa de que 50% dos casos de HIV são detectados tardiamente devido à falta de testes causada pelo estigma social associado ao vírus”, disse Julian Wiehl, editor e CEO da publicação.

A revista já está disponível para assinantes e chega às bancas suíças nos próximos dias. A campanha ainda tentará reacender o debate sobre a aids na internet, usando a hashtag #hivheroes.