As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Vencedora do Grand Prix usou torcida para um fim social

Fernando Scheller

18 de junho de 2013 | 06h19

Como usar o principal ativo de um time de futebol – a torcida – de uma maneira positiva? Com esse desafio em mente, a Ogilvy Brasil criou a campanha Fãs Imortais, que ganhou o Grand Prix na categoria Promo & Activation do Cannes Lions Festival Internacional de Criatividade. “A ideia da campanha foi, por um lado, fidelizar os clientes do Sport. E, por outro, incentivar a doação de órgãos. O clube comprou a ideia desde o começo”, conta o diretor de criação da Ogilvy, Anselmo Ramos.

Também vencedora de um Leão de Ouro na categoria PR Lions, direcionada às peças de melhor uso da estratégia de relações públicas, a campanha de doação de órgãos do Sport chegou a ser tema de uma reportagem do Fantástico, da Rede Globo. “Acho que o que chamou a atenção foi que nós conseguimos dar uma nova direção para a doação de órgãos. Antes, era algo que você faria pela sua família. Agora, é algo também que você pode fazer por seu time”, diz o publicitário.

Para o presidente da Ogilvy, Luiz Fernando Musa, foi importante também a central de transplante de Recife abraçar a ideia. “Acho que conseguimos passar uma imagem positiva e muito bonita”, diz o executivo. “Isso mostra o poder que a gente tem nas mãos. É incrível que uma ideia gerada dentro de uma agência possa ter um impacto real para a sociedade.”

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.