As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Cuidado com a bolsa no metrô… É a crise, gente!

karlamendes

23 de março de 2012 | 15h06

Cuidado com a bolsa. Coloque-a na frente. Preste atenção. No último fim de semana em Barcelona, esses foram “conselhos” que ouvi dos amigos que moram lá. Eles me avisaram que a incidência de furtos de carteira aumentou muito na cidade nestes tempos de crise.

Até um desconhecido chamou a atenção da minha amiga, que estava com a sua bolsa meio aberta no metrô, advertindo-a para o risco. Para nós, parecia meio exagerado, em função da sensação de “segurança total” que sentimos aqui, como já relatei em outros posts.

Mas ontem, infelizmente, esse episódio desagradável ganhou forma aqui em Madrid. Uma colega equatoriana teve sua carteira furtada no metrô,um transtorno imenso, além do prejuízo financeiro, claro.

Há duas semanas, isso quase me aconteceu. Eu também estava no metrô, com a minha bolsa de lado, sem maiores preocupações, quando, ao descer pela escada rolante, senti um “peso” estranho na bolsa. Quando olhei, vi que a minha carteira estava quase para fora. Por um triz não a tiraram.

Quando olhei para trás, vi um sujeito normal, sem estar maltrapilho nem nada. Mas ele não me olhava de jeito nenhum. Estava assustada, com o coração disparado, mas continuei fitando-o, sem sucesso. E vi que ele estava tentando buscar outra vítima, observando outras bolsas. E quando o trem chegou, ele ficou na estação, sentado em um banco, ao
lado de outro elemento.

No outro dia, quando cheguei ao trabalho, contei o que tinha “quase” acontecido comigo, e os colegas ficaram horrorizados, dizendo que em toda sua vida, nunca passaram por isso ou conheceram alguém que tinha sido vítima de furto aqui em Madrid.

É, a crise está mesmo mudando a cara da cidade. A grande diferença, como vários leitores já comentaram no blog e que meus amigos que moram aqui me dizem, é que ninguém nunca vai te assaltar com uma arma. O que os meliantes desenvolvem são estratégias para te tirar a carteira ou o celular sem que a gente se dê conta…

Tudo o que sabemos sobre:

bolsacriseEspanhafurtometrô

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.