Cana: UFSCar promove curso de especialização

Estadão

28 de janeiro de 2011 | 08h30

 

Faltará mão de obra até 2018, prevê Udop. CRÉDITO: SÉRGIO NEVES/AE

Junto com a expansão da cana-de-açúcar veio o problema da falta de mão de obra especializada. No início de 2008, uma reportagem do Agrícola falou exatamente disso: a carência de pessoas para cargos de liderança, sobretudo na gerência industrial. Na ocasião, o gerente de Recursos Humanos de uma usina em Itumbiara (GO) contou que havia demorado mais de quatro meses para achar um gerente (com curso superior e experiência na agroindústria canavieira). O salário? R$ 18 mil. Segundo ele, havia (e ainda há) falta de pessoal para uma faixa salarial altíssima: de R$ 15 mil a R$ 20 mil.

A reportagem também previa que, em menos de dez anos, o problema da falta de mão de obra não seria resolvido. “O setor pode se estabilizar, mas exigirá cada vez mais gente, pelo menos até 2018”, disse, na época, o presidente executivo da União dos Produtores de Bioenergia (Udop), Antonio Cesar Salibe. Para tentar minimizar o problema, várias entidades passaram a oferecer cursos de formação de mão de obra, em todos os níveis.

Abrindo o calendário de cursos de 2011, o Centro de Ciências Agrárias da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) está recebendo inscrições para um curso inovador. Trata-se da Especialização em Gestão da Produção Sustentável do Setor Sucroenergético, que, segundo o professor Luiz Antonio Correia Margarido, é voltada não só para engenheiros agrônomos, mas para engenheiros, administradores, economistas, biólogos e até sociólogos.

“A grade é multidisciplinar e, por isso, a abordagem é ampla. A ideia do curso é formar um profissional mais completo, que exerça sua função na usina, mas que tenha também uma compreensão do que é sustentabilidade e responsabilidade social, por exemplo. A demanda por esse tipo de profissional é cada vez maior, porque não basta mais ser só sustentável do ponto de vista econômico”, explica Margarido, que é o coordenador do curso.

Há 50 vagas disponíveis e o curso, realizado em Araras (SP), está previsto para começar em março. Informações no blog:  blog.cca.ufscar.br/gps ou tel. (0–19) 3543-2614.

Siga o Agrícola no Twitter.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.