Livro conta a história da fruticultura paulista

Estadão

16 de dezembro de 2010 | 16h47

Obra reúne 40 pesquisadores. Crédito: Reprodução

Aproveitando o encerramento do curso Viticultura na metrópole – o ABC do viticultor, que ocorreu este mês, no Parque da Água Branca, em São Paulo, a Cati, que é o órgão de extensão rural do Estado de São Paulo, lançou o livro História da fruticultura paulista.

Organizado por Luiz Carlos Donadio, o livro faz parte da comemoração dos 40 anos da Sociedade Brasileira de Fruticultura e reúne diversos pesquisadores e técnicos para contar a história e a evolução do cultivo de várias frutíferas em terras paulistas.

Há relatos sobre abacate, abacaxi, ameixa, anonáceas, banana, caqui, citros, figo, goiaba, macadâmia, mamão, manga, maracujá, pêssego, nectarina, uva e outras frutas, como carambola, coco e lichia, com dados históricos e técnicos e o devido destaque aos profissionais e instituições de pesquisa que ajudaram a consolidar o cultivo de cada fruta no Estado de São Paulo. “São poucas as obras sobre fruticultura brasileira e, entre as que existem, raras relatam sua história”, diz o presidente da Sociedade Brasileira de Fruticultura, José Luiz Petri.

O livro custa R$ 50 e pode ser adquirido por e-mail (rbf@fcav.unesp.br) ou pelo telefone (0–16) 3209-2692.

Siga o Agrícola no Twitter.