Um delicioso almanaque

Estadão

29 de setembro de 2010 | 08h00

Para quem é do campo e para quem não é. Deve ser lido folheando-se aleatoriamente as páginas, passeando pelos verbetes, descobrindo coisas curiosas e outras esclarecedoras para muita gente. Por exemplo, o verbete “Aranhas – ser ou não ser?”. Eis o texto: “Atenção! As aranhas não são insetos, como todo mundo pensa. Os insetos sempre possuem seis pernas, e os aracnídeos apresentam oito. Por isso, não adianta pulverizar inseticida contra as aranhas e os ácaros (também aracnídeos). Nunca funciona.” Esta é uma amostra do “Almanaque do Campo”, recentemente lançado por Xico Graziano, agrônomo de formação, ex-secretário de Agricultura de SP e de Meio Ambiente de SP.

Ao longo das páginas, várias outras notícias do mundo rural, inclusive com dados atualizados sobre produção agrícola no País e no mundo. Por exemplo: “Terras no mundo. A agropecuária ocupa 5 bilhões de hectares no planeta, correspondendo a 37% da superfície da Terra. Cerca de 1,5 bilhão (11%) é destinado às lavouras, permanentes e temporárias. Outros 3,5 bilhões (26%) estão ocupados com pastagens, produzindo carne, lã e leite.”

E, ao contrário do que muita gente possa pensar, não está na Amazônia o maior Estado produtor de borracha natural do País, mas no Sudeste: São Paulo é o maior produtor.

E curiosidades até dos quadrinhos:  “Você sabia que o Pato Donald não é um pato, e sim um marreco? O termo duck significa marreco, mas foi traduzido no Brasil para pato (muscovy duck). O Tio Patinhas também é um marreco, assim como toda Patópolis: Huguinho, Zezinho e Luizinho, tia Margarida, Peninha…”

Tudo o que sabemos sobre:

Almanaquecuriosidadesxico graziano

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.