É hora de baixar o fogo

Agora não dá mais para continuar a briga. Agora é hora de união, de acreditar e de fazer acontecer as mudanças necessárias para melhorara a vida dos brasileiros.

Antonio

14 de novembro de 2018 | 10h54

Qualquer um poderia escrever dezenas de textos desancando com a última eleição brasileira. Não faltaram motivos para isso. De todos os lados, de todos os jeitos. Mas agora é hora de baixar o fogo.

A eleição passou. Quem ganhou, ganhou; quem perdeu, perdeu. É o momento de tocar em frente rezando para dar certo e o país ter uma chance de sair da encrenca em que foi jogado por obra e graça do PT, com a inestimável omissão do PSDB.

O Brasil mostrou que não quer mais o que estava aí. O povo entrou de sola, pagou para ver e levou o banquete, o prato, o garfo e a faca.

Mais uma vez o brasileiro votou certo. Só esperamos que não seja traído de novo.

Faz muito tempo que o brasileiro vota certo. O problema é que o eleito trai a vontade popular e aí é um Deus nos acuda, já faz muito tempo.

Com cara nova, jeito novo, momento novo, vamos dar uma chance para quem ganhou governar, exercer o poder, negociar com o Legislativo, torcer para o Judiciário não colocar a colher torta e implantar o consenso alcançado da melhor forma possível.

Vamos fazer nossa parte para o país sair da crise, milhões de pessoas voltarem a ter emprego e a felicidade abrir o sorriso no rosto das pessoas.

O Brasil tem potencial de sobra para dar rapidamente a volta por cima no campo econômico.

A questão da malha moral esgarçada por algumas décadas de falta de vergonha na cara é mais complicada.

Será necessário mudar tudo o que é feito em educação e saúde pública. Com o desenho atual não tem jeito, a vaca vai continuar indo por brejo.

Mas isso é para mais tarde, agora é tempo de acreditar que dá, pegar o touro a unha e garantir uma vida melhor para milhões de pessoas.

Tendências: