Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

O jacarandá da Moura Brasil

Algumas árvores paulistas fazem questão de se destacar, se sobressair. Entre elas, o jacarandá mimosa da Rua Moura Brasil. Vá vê-lo florido!

Antonio

31 de outubro de 2019 | 09h48

Numa bela terça-feira, eu estava nos finalmentes de minha aula de ginástica quando a professora Arlete chegou perto de mim e disse: “O jacarandá da Moura Brasil está deslumbrante. Você precisa ver”.

Confesso que, de manhã cedo, não sou tão rápido e demorou um pouco para cair a ficha. O que ela estava me dizendo? Que Jacarandá? Que Moura Brasil?

Ela percebeu que eu não tinha entendido e explicou: “Na rua Moura Brasil, esquina com a Afrânio de Oliveira, tem um jacarandá que está um show”.

Então eu entendi. Um jacarandá mimoso, próximo da academia, estava lindo, com sua florada roxa se impondo na paisagem.

Acabei a aula, entrei no carro e toquei em direção à Avenida Afrânio de Oliveira. A rua Moura Brasil começa nela, menos de quinhentos metros da esquina com a Rua Alvarenga.

Encarei, ou melhor, agradeci o trânsito lento do pedaço e fui em frente. Devagar eu poderia ver melhor a árvore que tinha chamado a atenção da professora Arlete.

Não precisei procurar muito. O jacarandá em questão é uma árvore grande, alta, com copa larga e estava todo florido, o que chamou minha atenção desde antes de chegar na esquina da Rua Moura Brasil.

Algumas árvores paulistanas realmente fazem questão de se destacarem entre as milhares de árvores que florescem todos os anos, cada uma na sua época.

Poderia citar as paineiras da Ponte da Cidade Universitária; um ipê no canteiro central da Rua da Consolação, uma paineira na Ponte Cidade Jardim; as espatódias de Perdizes e tantas outras. O jacarandá da Moura Brasil com certeza está entre as mais belas.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: