A arte de criar e viver experiências memoráveis

A arte de criar e viver experiências memoráveis

Wal Flor

10 Janeiro 2018 | 11h31

Num mundo onde compartilhar momentos nas redes sociais virou hábito constante de muita gente, as marcas têm investido cada vez mais em experiências face to face para conectar pessoas, provocar emoções positivas e criar momentos memoráveis.

Essa é uma das razões que comprovam a correlação existente entre o crescimento do marketing digital e o marketing de experiência: o real life, conhecido também como live marketing.  Se sua marca souber criar experiências positivas provocadas por diferentes emoções, com certeza será ampla e espontaneamente divulgada por sua audiência nas redes sociais.

Como diz Maya Angelou, “as pessoas vão esquecer o que você fez, as pessoas vão esquecer o que você disse, mas as pessoas nunca vão esquecer o que você fez elas sentirem”.

E como criar experiências memoráveis? Elas podem ser criadas por meio de diversas disciplinas como arte, psicologia, análise de dados, neurociência, impacto social e muitas outras.

Na dimensão artística, as expressões como a música, as instalações interativas, a arte na rua e tantas outras iniciativas passam a fazer parte do cardápio das marcas de uma forma mais estratégica. Com uma boa hashtag e alguns benefícios extras e mimos, as empresas podem ver milhares de pessoas compartilhando coisas boas sobre suas marcas. Uma excelente propaganda boca a boca, que se torna ainda mais valiosa quando vem de amigos e familiares.

Nesse sentido, experiências com causas sociais ainda têm um longo caminho a percorrer. De alguma forma, ajudar o outro, o coletivo e o mundo à sua volta é o que lhe dá a sensação de um propósito na vida. Entretanto, experiências como essas também precisam ser planejadas com apoio de especialistas, para não criar expectativas frustradas e desesperança.

Um bom exemplo vem da campanha Change the world, da Microsoft. Criada para fazerem jovens meninas se interessarem pelas áreas de ciência, tecnologia, engenharia e matemática, uma vez que o percentual de mulheres nestas áreas é muito baixo, a marca criou experiências interativas em VR (Virtual Reality).  Apresentando as grandes descobertas da humanidade na área da arte, meio ambiente, gastronomia e animais, entre outras, a ação apresentava aplicações práticas de como estas áreas diversas interagem entre si. Na plataforma on line, dados com oportunidades de trabalho da rede LinkedIn mostravam o futuro promissor destas áreas. Uma experiência que despertou diversas emoções e tem a capacidade de mudar a escolha dessas meninas no futuro.

Experiências influenciam nossa memória. E nossa memória guia nossas ações no futuro. Fazer o bem pode gerar resultados memoráveis. Bora se aventurar nesta experiência?