Precisamos resgatar o orgulho de ser brasileiro

Precisamos resgatar o orgulho de ser brasileiro

Wal Flor

06 Setembro 2017 | 17h12

Estamos vivendo uma das piores, se não a pior crise econômica da nossa história. Isto sem contar a nossa crise política, a violência que nos coloca entre os piores do mundo, fruto da nossa desigualdade social e nossa pobre educação… Enfim, notícia negativa não falta, a lista é grande…

Como um país em desenvolvimento com tantos desafios, as pessoas ora estão reclamando, ora estão indignadas, mas poucas estão olhando o futuro com esperança, com a motivação e otimismo que precisamos. Os que podem estão saindo do país para viver uma vida “melhor” em outros continentes, com outros tipos de desafios, não tão básicos como os nossos.

Créditos: divulgação

Uma forma de sobreviver num país “em desenvolvimento” é enxergar os problemas como oportunidades. Entretanto, vencer os milhares de obstáculos para obter uma vida digna, honesta e próspera num país como o nosso é para os fortes. Como empreendedora de um mercado onde o futuro é maior que o presente, me sinto diariamente numa maratona com obstáculos.

Lidar diretamente com causas sociais, culturais, esportivas e ambientais me proporciona conhecer de perto a realidade do nosso país, na mesma proporção que reforça nosso desejo de querer ajudar os milhões de brasileiros que vivem nossas mazelas centenárias. Isto é patriotismo.

Fazer a sua parte, trabalhar duro e hackear o governo está virando clichê entre empreendedores e os millenials. Uma onda de executivos de grandes empresas e marcas interessadas em promover um impacto positivo na sociedade também toma conta dos discursos nas principais reuniões que participo. Claro que vender agora é importante, mas vejo muitos visionários que querem vender para sempre. E contribuir para os desafios do nosso país, seja na educação, na geração de renda, na saúde, na cultura, entre outras tantas causas, é uma relação ganha-ganha.

Acredito que o Brasil pode sim inspirar o mundo, não pelo futebol, mas pelas pessoas que querem e estão fazendo um trabalho consistente, de longo prazo.  No contexto empresarial temos que apoiar, comprar e falar bem de marcas e empresas que estão indo além dos seus muros. E com tanto investimento em comunicação, é missão dos criativos e marqueteiros exercerem com criatividade e profundidade iniciativas para contribuir para um Brasil melhor. Precisamos resgatar a esperança e o orgulho de ser brasileiro.