Quanto vale a sua reputação?

Quanto vale a sua reputação?

Wal Flor

06 de abril de 2017 | 10h59

shutterstock_428262415

Créditos: divulgação

Em tempo de lava jato, ativistas digitais, denúncias públicas entre outras tantas, os escândalos corporativos ganham espaço na mídia e nas conversas de bar, provocando sérios danos às marcas.

Estas mesmas marcas investem milhões para estabelecer um vínculo de confiança com os públicos, e sem dúvida alguma, episódios como estes comprometem seriamente essa relação. O estrago pode ser gigantesco, na casa dos milhões de dólares. Volkswagen, Odebrecht, JBS e BRF, para citar os casos mais recentes, vão ter que trabalhar e investir muito para reconstruir sua reputação. Se quiserem sobreviver no futuro, precisam de um plano agressivo com iniciativas de curto, médio e longo prazo.

Para se recuperar, a crise precisa virar aprendizado e mudanças devem ser rapidamente implementadas interna e externamente. Caso contrário, novas situações emergem, destruindo definitivamente a cultura e reputação de uma empresa.

Há pouco mais de 20 anos, a Nike era acusada de usar trabalho infantil na produção de seus produtos, sofreu seríssimas consequências e até hoje o caso é lembrado por muitos.  No entanto, aprendeu a enfrentar a crise de forma muito responsável, madura, colaborativa e transparente. O episódio até gerou a construção de um novo processo de certificação de cadeia produtiva, considerado case global.  É claro que ainda há muito o que se fazer, mas a marca se comprometeu com estas causas e está transformando o mercado.

Sempre digo que por trás das grandes empresas existem pessoas, pais e mães de família, muita gente bacana querendo contribuir para um mundo melhor. O processo de transformação não é simples. Exige prioridade, colaboração, investimento e muita resiliência.

Estudos científicos indicam que cerca de 80% de nossos valores e princípios morais são formados no período de 0 a 6 anos de idade. Seguindo a teoria, quando os dilemas éticos aparecerem na sua vida, pense nos valores essenciais que você aprendeu na primeira infância. Estes são, definitivamente, mais importantes que o lucro. Se proteja das tentações e lute por um lucro admirado. Só assim a sua reputação valerá milhões.