Você quer ou você precisa?

Você quer ou você precisa?

Wal Flor

12 de novembro de 2021 | 19h23

“Mãe, me dá um tênis novo? Mãe, quando vou ganhar um celular? Mãe, posso comprar um jogo novo?” Quem é mãe ou pai está acostumado a ouvir estas perguntas frequentemente. Na correria do dia a dia, ou na culpa da falta de presença, muitos respondem essas perguntas sem pensar na importância que isto tem na formação das crianças.

Eu tenho o privilégio de há anos trabalhar com diversos especialistas e projetos relacionados à educação financeira, e aprendi que neste caso, melhor do que uma resposta repentina, o ideal é fazer uma pergunta reflexiva para seu rebento: Você quer ou você precisa?

Investir em educação financeira é a melhor forma de comprometer-se com o progresso. No Brasil, o tema vem conquistando espaço na elaboração de ações públicas. As habilidades de administração de dinheiro se mostram mais importantes do que nunca para navegar nas realidades econômicas do mercado moderno. Não é por acaso que a educação financeira está presente em pelo menos 8 dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), elaborados pela ONU, para o alcance do desenvolvimento sustentável.

Dados do Instituto XP apontam que apenas três em cada 10 adultos no Brasil têm conhecimento sobre educação financeira. O aprendizado engloba vários aspectos além de aprender sobre economizar, cortar gastos e poupar dinheiro. Na educação tradicional pouco se fala sobre o assunto. Para a BNCC (Base Nacional Comum Curricular), a economia e a educação financeira são fundamentais nas aulas de matemática do Ensino Fundamental, entretanto os resultados ainda são incipientes. O ideal é que o estudo aconteça na infância e na adolescência, tanto no ambiente familiar quanto escolar. Mas nunca é tarde para começar.

O assunto precisa ultrapassar os muros da escola e da família e fazer parte do dia a dia das pessoas. Precisamos falar mais sobre o assunto de forma mais acessível e melhor articulada. Precisamos envolver todo o ecossistema para acelerar mudanças.

Neste sentido, o Instituto XP lançou recentemente a 1ª edição do Prêmio Educação Financeira Transforma para inspirar, valorizar e conectar a diversidade de visões e soluções de quem acredita no poder da transformação da educação financeira no nosso país. A iniciativa irá premiar 7 categorias que irão homenagear professor/a, pesquisador/a, ONGs e influenciador/a. Serão 21 pessoas homenageadas e mais de R$ 420 mil em premiação. Com a meta de alcançar 50 milhões de pessoas até 2030, o Instituto XP mostra um compromisso real com a causa da educação financeira. Tenho muito orgulho em participar dessa iniciativa que coloca luz num tema cada vez mais relevante para a saúde e bem estar da população brasileira.

Hoje quando um dos meus três filhos vem me pedir alguma coisa já vem com a frase pronta: “Mãe estou precisando de um tênis novo, porque o meu está mega apertado, pode ser?”

Tudo o que sabemos sobre:

Educação Financeira

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.