Afrouxamento

Celso Ming

03 de agosto de 2016 | 21h30

Por mais que o ministro Henrique Meirelles tente dourar a pílula, há um inegável afrouxamento das condições da renegociação da dívida dos Estados com o governo federal. O problema é que isso pode estar acontecendo porque o presidente Temer não quer criar má vontade entre os senadores, que representam os Estados, diante da iminência da votação do processo do impeachment. Se for isso, o risco de perda da autoridade do governo Temer pode estar aumentando.

Já na coluna desta quarta-feira, abordo a desvalorização do dólar e seu impacto para a competitividade brasileira. Leia aqui a a análise.

Tendências: