Breve balanço deste 1º trimestre

Celso Ming

29 de março de 2010 | 13h38

O primeiro trimestre está acabando e já dá para fazer um balanço sumário do que foi este inicio de ano, que começou com muita esperança lá fora e expectativa de que seria um bom ano econômico aqui no Brasil.

E dá para dizer que o bom desempenho do setor produtivo no Brasil está se confirmando.Vamos ter um crescimento da ordem de 6% com redução do desemprego.

Mas há dois problemas. O primeiro é a inflação, que vem forte. E o segundo é a franca deterioração das contas externas. Os dois problemas estão interconectados. Tanto a inflação como a queda do saldo comercial tem a ver com o fato de que o brasileiro está consumindo demais. E está consumindo demais porque o governo está gastando demais.

Na área externa, as coisas vão bem pior do que se imaginava. Imaginava-se que haveria uma recuperação da economia global. E há uma certa recuperação. Mas a crise está mudando de forma.

O que começou como o estouro da bolha imobiliária, a chamada crise do subprime, transformou-se em crise dos bancos e crise do crédito. Depois passou a ser a crise das moedas fortes, principalmente do dólar, que está perdendo valor.

E, agora, é a crise das finanças soberanas. Os países de alta renda estão, praticamente todos eles, com déficit insuportável e dívida alta demais. Enfim, a qualidade da recuperação econômica lá fora não é das melhores.

E isso significa que também o Brasil terá de enfrentar mais problemas, especialmente na fraqueza das exportações, porque o mercado externo está frio.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.