O PT e as eleições

Do ponto de vista dos interesses eleitorais do PT, não convém que a economia siga em deterioração

Celso Ming

11 de abril de 2016 | 11h41

Se é verdade que o ex-presidente Lula já começa a admitir eleições gerais na hipótese de que a presidente Dilma saia vencedora no projeto do impeachment, então consolida-se dentro do PT a convicção de que já não dá mais para garantir governança e recuperação do emprego com a presidente Dilma no poder.

Enfim, do ponto de vista dos interesses eleitorais do PT, não convém que a economia siga em deterioração. É verdade que Dilma já declarou que não renuncia, “nem que a vaca tussa”. Mas, no caso, poderia bastar que o ex-presidente pigarreasse ou que falasse mais rouco.

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.