Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

O sinal do Banco Central

Celso Ming

16 de dezembro de 2010 | 11h59

A ata do Copom divulgada na manhã desta quinta-feira reforçou o que já estava no comunicado emitido logo após a reunião do Copom do dia 8 de dezembro.

A ata do Copom, você sabe, é um dos principais documentos do Banco Central, que procuram orientar os empresários e administradores do mercado financeiro sobre o que esperar da inflação e dos juros.

A ata confirmou que aumentou o risco de que a inflação escape da meta, mas reforçou a informação de que o Copom vai esperar para ver o impacto das medidas de restrição ao crédito.

Não ficou claro se os juros vão subir ou vão ficar como está.

Como o mercado esperava uma alta dos juros já em janeiro, a vacilação do Banco Central é mais um sinal de que os juros não subirão agora. Nesse caso, uma definição será adiada para março, dependendo de como ficar o comportamento do consumo e, principalmente, do crédito.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: