12 dicas para controlar os gastos no supermercado

12 dicas para controlar os gastos no supermercado

Economia & Negócios

19 Setembro 2016 | 10h09

supermercado-evelson-freitasO consumidor não pode se acomodar e fazer compras sempre no mesmo supermercado, pois corre o risco de pagar mais de 100% pelo mesmo produto. Pesquisar preços antes de sair às compras é fundamental para controle dos gastos, como mostrou a última pesquisa anual de supermercados feita pela Proteste e divulgada pelo Estado. Mas há outras dicas importantes para a compra pesar menos no orçamento. Afinal, esses gastos representam um terço do orçamento do brasileiro.

Ir para as compras sem pressa e levar sempre uma lista do que precisa comprar é fundamental. A estratégia de marketing dos estabelecimentos mistura itens muito vendidos com outros nem tanto. Mantenha o foco no que precisa porque, a caminho do que você realmente procura, é grande o risco de comprar um supérfluo.

Para economizar nas frutas e legumes, prefira os produtos da estação, cujos preços saem mais em conta. Além de garantir produtos de melhor qualidade e maior valor nutricional, isto pode gerar uma economia no final do mês.

Nem sempre os produtos em promoção são os mais baratos. Compare com os demais. E atenção com ofertas do tipo leve três pague dois. Confira o prazo de validade para não levar para casa produto que terá de consumir rapidamente.

Acostume-se a olhar a parte inferior da etiqueta exposta na prateleira, que expõe em letras minúsculas o preço por quilo; litro ou equivalente, para você poder comparar entre os diversos tamanhos de embalagens e marcas, o que vale mais a pena levar.

Nos espaços localizados na altura dos olhos estão produtos de marcas líderes, cujos preços costumam ser elevados. Ao alcance das mãos estão os que podem ser levados por impulso. Embaixo, os que chamam a atenção da criançada, principalmente nas seções de doces e brinquedos.

Atenção ao chegar ao caixa, onde costumam estar produtos supérfluos, pequenos, capazes de caber mesmo num carrinho lotado.

De preferência não leve as crianças para as compras, mas se for imprescindível as ensine quanto a importância de economizar e comprar produtos saudáveis.

E lembre-se de os conselhos básicos como não ir as compras com fome.

Não deixar passar muito tempo entre uma compra e outra, quando as ofertas de rotina parecem a chance de uma vez na vida

Não fazer compras na época do pagamento, quando a folga financeira pode deixá-lo mais propenso a cair em tentação.

Estabeleça um limite para gastar.

Mais conteúdo sobre:

supermercado