Antecipar a restituição do Imposto de Renda? Só para quitar dívidas

Antecipar a restituição do Imposto de Renda? Só para quitar dívidas

Economia & Negócios

08 de junho de 2015 | 14h46

FOTO FOTOGRAFIA GALERIA

A Receita Federal liberou, nesta segunda-feira, a consulta ao primeiro lote de restituições do Imposto de Renda (IR) em 2015. O próximo lote será liberado no dia 15 de julho.

Com essas liberações, os contribuintes que têm valores a receber são tentados a antecipar a restituição por meio de linhas de crédito oferecidas pelos bancos.

Com a restituição em mãos, uma opção é usar o dinheiro para pagar dívidas.

Mas, atenção: isso só valerá a pena se os juros das dívidas forem superiores aos cobrados pelas instituições financeiras para antecipar a restituição.

Não adianta, porém, comparar apenas os juros. Você tem de solicitar o Custo Efetivo Total (CET) do crédito, que inclui total as despesas e encargos incidentes no empréstimo. Ainda assim, a antecipação tende a ser vantajosa, pois as taxas já divulgadas são menores do que outras formas de crédito, especialmente cheque especial e rotativo do cartão.

Faça as contas e veja se, no seu caso, a operação compensará. Mas não antecipe a restituição do Imposto de Renda para fazer novas dívidas. Em tempos bicudos, com aguda crise econômica, aumentos das taxas de juros, desemprego e inflação em alta, não se endivide.

Tudo o que sabemos sobre:

Imposto de Renda

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: