Comemoração do Dia das Mães será um desafio

Claudio Considera

27 de abril de 2020 | 10h07

Uma das datas de maior apelo comercial e entre as de maior faturamento do comércio, o Dia das Mães este ano será um desafio tanto para quem vai presentear como para quem quer vender. Houve até sugestão do governo do Estado para transferir a comemoração do segundo domingo de Maio para Setembro.

Flores podem ser opção para o Dia das Mães

Diante do isolamento social necessário para evitar o contágio pela Covid-19 os filhos devem apelar ao comércio eletrônico para a aquisição e envio dos presentes. Mas para quem estiver com o orçamento curto há outras formas de demonstrar carinho, utilizando as redes sociais para o envio de mensagens e fazer contato. O beijo e o abraço e aquele almoço com a família devem ficar para outra oportunidade, quando a pandemia passar.

Nas compras do presente pela internet, muita atenção à segurança e ao prazo de entrega. Avalie a possibilidade de aquisição em lojas do bairro que estejam com venda pelo telefone para entrega em casa. Pode ser uma cesta de café da manhã, um bom livro, flores. Não importa o presente em si, o importante é demonstrar o amor e que, apesar do período enfrentado estamos juntos, e torcendo para que tudo passe logo e possamos nos reunir.

Cuidado com lojas virtuais desconhecidas que oferecem preços muito abaixo do mercado. Só compre em sites seguros, para ter certeza de que os dados do cartão de crédito não serão capturados, e de que o produto será entregue. Cuidado também com sites de compras cujas promoções têm prazos limitados e a qualidade dos produtos ou serviços possam deixar a desejar.

É importante avaliar a idoneidade da empresa onde se está fazendo a compra, consultando cadastro de reclamação de entidades de defesa do consumidor e queixas nas redes sociais.Compras feitas fora do estabelecimento comercial (telefone, internet, a domicílio, catálogo), podem ser canceladas dentro do prazo de sete dias, contados da assinatura do contrato ou do recebimento dos produtos, e você tem direito a devolução dos valores já pagos. O pedido de cancelamento da compra deve ser feito por escrito.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.