Como presentear as mães sem ficar no vermelho

Claudio Considera

02 de maio de 2022 | 08h30


Os consumidores, que já sofreram para dar conta dos ovos de Páscoa, agora enfrentam outra angústia: como presentear as mães sem estourar o orçamento?

Não há uma resposta simples, mas sugiro: sebos virtuais para a compra de livros; produtos dos grupos ‘compro de quem faz’ e ‘eu que fiz’ (veja os itens disponíveis no Facebook e Instagram). Nesse caso, você ajudará pessoas que sobrevivem da manufatura de doces, chocolates, salgados, roupas, cestas de café da manhã, itens decorativos etc.

Se for habilidoso (a), faça um almoço especial, conserte a bike da mamãe ou outro reparo de que ela necessita. Outra opção é a assinatura de streamings de vídeo (há até um especializado em seriados e filmes antigos) ou da versão digital de jornal impresso.

Acima de tudo, não se endivide. Duvido que alguma mãe gostasse que seu filho (a) se endividasse para comprar um presente para ela.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.