Inflação azeda a Páscoa

Claudio Considera

04 de abril de 2022 | 10h01

Quem tinha alguma dúvida, entendeu, nos últimos anos, porque a inflação é um castigo maior para os mais pobres.
Os ovos de Páscoa, tradição muito forte nas famílias brasileiras, estão até 40% mais caros.

Chocolate e ovos de Páscoa com preços elevados (Foto: Estadão)


O que fazer? Inicialmente, definir o quanto se pode gastar com estes produtos. Muitos têm optado por bombons, mais baratos, para não deixar a criançada sem chocolate.

Pesquise preços. Se tiver muitos familiares e amigos, faça um amigo secreto de Páscoa. Assim, todos ganharão, gastando menos.
E não se endivide. Não azede a sua Páscoa.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.