Menos um ano

Claudio Considera

01 de março de 2021 | 09h05

Não precisa ser um gênio para perceber que teremos mais um ano perdido na economia.

As máscaras que o presidente da República odeia – algum susto na infância, implicância, maldade apenas? – são nossa única chance enquanto as vacinas chegam a conta-gotas.

Abrir e fechar o comércio não anima empresário algum a investir. Ou seja, com nota zero em gestão pública de saúde, tomamos bomba em empregos, renda e consumo.

Poderíamos muito bem encerrar o ano neste mês de março.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.