Não caia no golpe do emprego

Claudio Considera

18 de abril de 2022 | 06h47

O sofrimento provocado pelo desemprego – ainda mais neste período de recessão e de carestia dos produtos da cesta básica, gás, eletricidade e combustíveis –, leva milhares de pessoas a acreditar em falsas promessas de trabalho. Em muitos casos, esses golpes são antecedidos da afirmação: você foi selecionado para uma vaga de trabalho on-line, ou algo semelhante.

Fuja destas pretensas ofertas. Recorra aos meios convencionais – indicação de conhecidos, notícias sobre contratações em empresas e agências de emprego com tradição no mercado. Cadastre-se no site de companhias que tenham espaço para currículos profissionais.

Fora disso, a chance de ser enganado (a) é muito grande. Acima de tudo, jamais pague um centavo para ser contratado. Esse golpe é muito antigo, mas continua atraindo muitos incautos. Também nas relações de trabalho, o caminho mais fácil geralmente é uma pegadinha para tomar seu dinheiro.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.