Não se iluda com ofertas de feirões de imóveis

Faça bem as contas para avaliar se o orçamento comporta as parcelas previstas; o ideal é que todas as dívidas não ultrapassem 30% do orçamento

Economia & Negócios

30 Abril 2018 | 16h43

Os juros estão caindo e a inflação está baixa , mas quem tem o sonho da casa própria  deve planejar bem antes de aderir às ofertas do Feirão da Casa Própria, que começa na sexta-feira , 4, em São Paulo, Salvador e Porto Alegre.

Como se trata de um financiamento de longo prazo o planejamento ajuda a evitar problemas. Faça bem as contas para avaliar se o orçamento comporta as parcelas previstas. O ideal é que todas as dívidas não ultrapassem 30% do orçamento.

Comparar os juros oferecidos por outros bancos é fundamental, pois a Caixa Econômica Federal, que patrocina este evento, não é mais a única a oferecer taxas competitivas.

Lembre-se que para uma taxa de juros de 10% ao ano a cada dez anos de financiamento  equivale a pagar o valor do imóvel financiado só com os juros cobrados. Em 30 anos serão pagos 4,5 vezes o valor do imóvel. Quanto maior o valor que juntar para dar de entrada melhor para reduzir o valor financiado.

Cuidado para não se precipitar e fechar um contrato com comprometimento da renda familiar ao ponto de ter que suspender os pagamentos e, posteriormente, o imóvel  ter que ir a leilão,  e ainda sobrar dívida para quitar.

Adquirir imóvel na planta também pode ser uma dor de cabeça. É bom checar a situação financeira da construtora e a cotação dela junto a consumidores que já adquiriram imóveis.

Não se iluda com promessas dos corretores. Redobre a atenção com imóveis usados. Caso já tenha morador, pode ser uma dor de cabeça conseguir a desocupação. E levante se não há débitos de condomínios e IPTU, por exemplo.

Garanta que em caso de não aprovação posterior do financiamento os valores dados como sinal serão devolvidos.

É aconselhável submeter a proposta de contrato à avaliação de um especialista, advogado,  ou de entidades de defesa do consumidor, antes de assinar.

Mais conteúdo sobre:

ImóveisCaixa