O último a sair, apague a luz

O último a sair, apague a luz

Claudio Considera

06 de dezembro de 2021 | 06h38


Sei que estamos em dezembro, aproximando-nos do Natal e do Ano-Novo. Logo, deveríamos tratar de assuntos mais festivos e amenos. Mas, infelizmente, em termos de defesa do consumidor, o panorama não é nada festivo no país.

A Aneel, agência reguladora de energia elétrica, estima que, no próximo ano, as contas de luz ficarão, em média, 21% mais caras. Mais despesa para os brasileiros, que continuarão sofrendo com inflação alta, desemprego e uma gestão da economia estilo “apertem os cintos, o piloto sumiu”.

Então, além de economizar energia – desligando as luzes ao sair de um cômodo, usando lâmpadas de LED, ajustando o chuveiro elétrico de acordo com a estação do ano –, uma sugestão para quem estiver construindo ou comprando um imóvel: muita atenção ao planejamento da iluminação de todo o ambiente. Quanto mais luz natural, melhor.

Porque, gostemos ou não, com o aquecimento global e a destruição climática em curso no Brasil, frequentemente teremos crises energéticas, com choques tarifários

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.