Ovo de Páscoa ou chocolate em barra, o que vale mais a pena?

Ovo de Páscoa ou chocolate em barra, o que vale mais a pena?

Simbologia da data não justifica diferença tão grande entre os preços, mesmo considerando diferentes tecnologias na fabricação dos dois produtos

Economia & Negócios

26 de março de 2015 | 12h01

Chocolate em barra tem preço vantajoso, mas não tem o simbolismo dos ovos de Páscoa (Foto: Estadão)

Chocolate em barra tem preço vantajoso, mas não tem o simbolismo dos ovos de Páscoa (Foto: Estadão)

Por que é tão grande a diferença entre os preços da barra de chocolate e do ovo de Páscoa? Para a indústria, trata-se de produtos diferentes, com produção e características distintas. A sazonalidade é um dos fatores que influenciam o preço – o ovo de chocolate só é vendido nesta época.

A explicação, porém, não convence quem quer trocar presentes. Principalmente com as crianças é mais difícil negociar a substituição.

Leia também: Preço do chocolate em ovos passa de R$ 100,00

De qualquer forma, a simbologia da data não justifica uma diferença tão grande entre os preços, mesmo sabendo que há tecnologias diferentes no processo de fabricação dos dois produtos. Em vez de os pais sucumbirem à simbologia, podem conversar com os filhos explicando que podem ganhar mais chocolate com o mesmo preço.

Para o bolso, trocar o ovo de Páscoa pela barra de chocolate, ou caixas de bombom sai mais em conta. É uma alternativa econômica para quem deseja gastar menos, mas nesta época do ano até mesmo as barras de chocolates ficam mais caras.

As crianças se interessam mais pelos ovos com brinquedos. O que encarece ainda mais o produto. Os ovos diet e com brinquedo geralmente são 50% mais caros que os ovos tradicionais. O consumidor paga caro por seu caráter diferenciado.

Vale a pena? Depende. Para quem leva mais em conta o símbolo embrulhado no papel de presente do que o chocolate, pode ser.

A dificuldade dessa análise racional de custo-benefício aqui desenvolvida, própria de economistas, é convencer a criança a abdicar desta simbologia; melhor talvez seja reduzir o tamanho do ovo ou ainda brincar de esconder uma dezena de ovos pequenos para a criança achar.

Ou seja, reduzir a despesa mantendo a simbologia, pouco importando a quantidade de chocolate que se está presenteando.

Leia mais:

Bastidores de uma grande degustação de ovos de Páscoa

Ovos com brinquedo são investigados pelo Ipem

Cesta de produtos da Páscoa fica 25% mais cara

 

Tudo o que sabemos sobre:

Ovos de Páscoa

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.