Papai Noel errou no presente. E agora?

Papai Noel errou no presente. E agora?

Veja como e quando é possível trocar o presente de Natal que veio no tamanho errado ou em uma cor que você detesta

Economia & Negócios

25 Dezembro 2014 | 09h44

Se o presente não serviu ou não agradou, é possível tentar a troca (Foto: AFP)

Se o presente não serviu ou não agradou, é possível tentar a troca (Foto: AFP)

Quem recebeu um presente e não gostou ou não serviu pode tentar trocar. Se o presente não agradou, não serviu ou não era bem da cor esperada, o jeito é contar com a boa vontade do lojista.

A troca de um presente é mera liberalidade da loja quando não há defeito. Procure não tirar a etiqueta e veja se há um cartão informando sobre o prazo da troca.

Geralmente o comerciante aceita o produto de volta, desde que não tenha sido usado e ainda esteja com a etiqueta da loja. Mas se for produto comprado em promoção, pode não haver essa possibilidade.

Há estabelecimentos que já fornecem um cartão dando prazo para a troca, e indicam as condições e em que prazo pode ser feita.

Facilitar a troca é uma estratégia que aumenta a fidelidade do consumidor e pode ser uma boa oportunidade de conquistar um novo cliente. O consumidor que vai até a loja pode acabar desembolsando alguma quantia a mais, seja porque escolheu um produto com valor superior ao que levou para troca, seja porque resolveu levar uma outra mercadoria.

Mais conteúdo sobre:

Presente de Natal