Pedágio com ou sem manutenção?

Pedágio com ou sem manutenção?

Claudio Considera

07 de fevereiro de 2022 | 08h16

Quem gosta de pagar pedágio para trafegar por rodovias, em um país no qual a carga tributária é tão pesada, e os serviços públicos, geralmente, de má qualidade? Mas, pior do que pagar pedágios caros, é rodar por estradas pedagiadas com manutenção ruim, como ocorreu comigo ao me dirigir a Visconde de Mauá, na serra fluminense.

Fiquei perplexo ao notar a quantidade de buracos na Rodovia Presidente Dutra, ao menos no trecho que percorri. Afinal de contas, como cobram pedágio e não mantêm a rodovia em boas condições? Isso é essencial não somente por questão de conforto de motorista e passageiros, mas, acima de tudo, por segurança.

Tenho certeza de que este não foi um fato isolado. Há inúmeras reclamações referentes ao estado das rodovias Brasil afora.

Pedagiadas ou não, todas custam caro ao contribuinte. No mínimo, o governo federal deveria fiscalizar e cobrar a manutenção das rodovias pedagiadas. No mínimo.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.