Pele de frango no prato é afronta

Pele de frango no prato é afronta

Claudio Considera

11 de julho de 2022 | 08h10


Quando pensamos já ter visto de tudo em termos de indignidade, surgem a pele de frango e o soro do leite como nutrição para quem não pode comprar carne nem leite. Somam-se aos ossos de primeira e de segunda, e às carcaças de frango.

Foto: Pixabay Bife de frango proibitivo
A resposta de quem deveria combater a fome com controle da inflação, empregos e renda, é que os problemas materiais são passageiros. Para milhares de pessoas, a fome só passa quando deixam de existir.

Por isso, recorrem a ossos, pele e soro de leite, na impossibilidade de comprar comida de verdade. É um período muito triste da vida nacional!

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.