Populismo perigoso

Claudio Considera

22 de fevereiro de 2021 | 07h32

A tresloucada decisão do presidente da República, Jair Bolsonaro, de intervir na Petrobras, trocando seu presidente, não resolverá de vez a questão dos altos preços dos combustíveis para o consumidor.

Carrinho continuará vazio com a carestia de produtos básicos (Foto: Estadão)


E continuaremos com a carestia nos produtos básicos, como arroz, carne e óleo de soja.
Não há poção mágica para isso. O governo federal, cujos aliados presidem Câmara dos Deputados e Senado, deveria se mobilizar pela Reforma Tributária.

Esse é o caminho para aumentar a confiança na administração do País, e, dentre outras consequências, reduzir a supervalorização do dólar frente ao real. Moeda desvalorizada tem efeitos negativos sobre diversos insumos e produtos, inclusive alimentos básicos e combustíveis.

Se fosse possível baixar preços na marra, o Brasil não teria passado pela hiperinflação.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.