Sem surpresa nos gastos em cartão no exterior

Claudio Considera

24 de fevereiro de 2020 | 11h26

O valor do dólar para conversão em real passa a ser o do dia da compra nas compras pagas com cartão de crédito no exterior, a partir da semana que vem (2). A nova regra facilita para o consumidor, pois ele ficava sem saber a cotação utilizada no dia do fechamento da fatura.

Cotação da moeda do dia na compra no cartão de crédito

Quanto mais transparência na informação mais o consumidor pode se planejar para desembolsos em compras fora do País, ainda mais neste período em que a cotação do dólar não para de subir.

Desde 2016 já havia a opção de travar a cotação da moeda estrangeira ao dia da compra, evitando surpresas no dia do pagamento da fatura do cartão, mas era pouco usada pelas instituições financeiras.

Ao comprar no exterior é importante ficar de olho nas taxas de conversão de gastos em moeda estrangeira para que o desembolso não fuja do planejado, estourando o orçamento.

E lembre-se que neste período de constante desvalorização do real, além de passar a pagar mais por produtos cotados em dólar, mesmo nas compras no País, as empresas que dependem de insumos importados tendem a repassar esses aumentos.

Pesa no nosso bolso para tudo, mas os setores mais afetados com a valorização do dólar são o bancário e os exportadores de commodities, além de eletroeletrônicos, alimentos, produtos hospitalares, medicamentos, combustíveis e veículos.