TV paga precisa rever oferta de serviço

Economia & Negócios

06 de agosto de 2018 | 17h10

Mesmo com a queda no número de assinantes de TV paga no País as empresas insistem em oferecer pacotes de canais que  atendem mais ao interesses comerciais do que aos consumidores.

A expansão de streaming , Netflix e outros,  deveria servir de alerta para as operadoras passarem a prestar serviço de mais qualidade, compatível com os valores cobrados.

Teriam de investir mais na programação, principalmente  dos canais que exibem filmes, muitos deles repetidos  e sem a qualidade esperada, especialmente nos finais de semana.

Permitir que os consumidores escolham somente os canais desejados já seria um bom caminho para melhorar este cenário.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.