Demanda de mais, serviço de menos no Fran’s Café

Clayton Netz

20 de abril de 2010 | 19h23

Nada menos de 20 milhões de xícaras de café expresso, que consumirão uma montanha de 200 toneladas de pó, deverão ser servidas até o fim do ano pela rede de franquias Fran’s Café. Em dezembro, a rede espera comemorar um faturamento anual de R$ 72,5 milhões, um aumento de 15% sobre o obtido em 2008. Segundo Henrique Ribeiro, diretor do Fran’s Café, a expectativa se baseia no crescimento do número de franqueados. “A estimativa é fechar o ano com cerca de 150 lojas no País”, diz Ribeiro.
Resta saber como os franqueados da rede enfrentarão esse aumento da demanda. Como já constatou qualquer pessoa que tenha entrado numa de suas lojas, o Fran’s Café, com seu estilo de atendimento “devagar quase parando”, transformou-se num caso exemplar de uma boa ideia colocada em prática de forma equivocada.

Tudo o que sabemos sobre:

atendimentoFran’s CaféHenrique Ribeiro

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.