Staub diz que volta depois do carnaval

Clayton Netz

10 de fevereiro de 2010 | 15h38

4966212.jpg

O empresário Eugênio Staub, controlador da combalida Gradiente, espera o carnaval passar para colocar o seu bloco na rua. A intenção de Staub é anunciar, depois que os tamborins silenciem, a formalização do acordo de recuperação extrajudicial com os credores da velha empresa, que têm R$ 350 milhões a receber – a dívida deverá ser quitada em nove anos, com dois de carência. Ao mesmo tempo, ele tenciona divulgar o nome dos investidores que vão se associar na criação de uma nova empresa, a Companhia Brasileira de Tecnologia Digital (CBTD).

A CBTD, formada com um capital de cerca de US$ 40 milhões, vai arrendar a marca Gradiente, bem como uma das fábricas pertencentes a Staub, instalada em Manaus. Inicialmente, a CBTD deverá trabalhar com uma linha limitada de produtos – televisores LCD, DVDs, laptops e celulares.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.