As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Ano começa com mudanças no ranking das montadoras

Cleide Silva

01 Fevereiro 2016 | 21h13

SÃO PAULO – O ano de 2016 começou com novidades no ranking das marcas que mais vendem carros no País. A liderança em janeiro ficou com a General Motors. Do total de 149,7 mil automóveis e comerciais leves vendidos, 18,1% foram da marca Chevrolet, também dona do modelo mais vendido, Ônix, com 12.952 unidades, além do Prisma, que ocupou o quarto posto (5.467 unidades).

A Fiat, tradicional líder há mais de dez anos, ficou em segundo lugar, com 15,4% das vendas. Seu Palio ficou no terceiro lugar na lista dos automóveis mais vendidos, com 8.012 unidades, segundo dados da Fenabrave, que representa as concessionárias de veículos.

Na sequência veio a Volkswagen, com fatia de 13,8% nos negócios. Na relação dos dez modelos mais vendidos, a marca emplacou o Fox na sexta posição (4.709 unidades) e o Gol na décima (3.942).

A surpresa foi para a Ford, que despencou da tradicional quarta para a sexta posição no ranking, com 7,6% de participação, atrás de Hyundai (9,9%) e Toyota (8%).

O HB20, da Hyundai, foi o segundo modelo mais vendido (8.988 unidades). O Ford Ka ficou com a sétima posição (4.345) e o Toyota Corolla com a nona (4.243).

O Jeep Renegade segue na lista top e ocupou o quinto lugar (4.991 unidades), enquanto seu concorrente Honda HR-V ficou em oitavo lugar (4.283).

Novidades

Bom lembrar ainda que, em relação a dezembro, perderam pontos de participação no mercado Fiat (que tinha 17,7% do bolo), Volkswagen (14,5%), Ford (10,2%) e Renault (7,3%).

Ganharam pontos GM (em dezembro ela tinha 15,7% de share), Hyundai (8,2%), Toyota (7,1%), Honda (de 6,2% foi para 6,93%), Jeep (de 1,7% para 3,4%)) e Nissan (de 2,4% para 2,8%).

Muita coisa ainda deve mudar ao longo do ano. A Fiat, por exemplo, prepara nova tacada com o lançamento, neste mês, da Toro, picape que estará acima da Strada – líder de vendas entre os comercias leves, com 3.991 unidades em janeiro. O novo veículo deve custar na faixa de R$ 72 mil, na versão de entrada.

Mais conteúdo sobre:

veículos; vendas