As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Carona na Black Friday na esperança de reduzir estoques

Cleide Silva

25 de novembro de 2015 | 20h50

SÃO PAULO – Número maior de montadoras participa este ano da Black Friday, em uma tentativa de reduzir um pouco os estoques. Nos pátios das fábricas e revendas há carros suficientes para mais de 50 dias de vendas, mesmo com todas as medidas de corte de produção que as fábricas estão adotando.

A Volkswagen, que há muito tempo não promove um feirão oficial, vai abrir os portões da fábrica da Via Anchieta, em São Bernardo do Campo (SP), no sábado e domingo. Consumidores poderão inclusive fazer test-drive nas instalações da empresa.

Entre as ofertas, a VW terá o compacto up! (versão Take de duas portas) por R$ 29.990, R$ 1 mil abaixo da tabela sugerida. O Fox 1.6 Trendline tem desconto de R$ 4 mil, e será vendido a R$ 42.990. A entrada é de cerca de 60% do valor do carro e as prestações vão de 24 a 30 parcelas fixas.

A General Motors, que participa da Black Friday desde 2012, terá descontos de até R$ 10 mil, mas só amanhã, dia oficial da promoção. A marca distribuirá cupons em jornais com bônus de R$ 3 mil (para Onix LTZ, a R$ 41.890)), R$ 5 mil (Cruze Sedan, a R$ 68.190) e R$ 10 mil (Trailblazer, a R$ 152.890).

Hoje, amanhã e sábado, a Renault também tem bônus de R$ 10 mil para Duster e Kangoo, e de R$ 7 mil para Longan e Sandero.

Na Chery, o escolhido para a promoção foi o Tiggo, que custará R$ 4 mil a menos que a tabela sugerida na versão automática e R$ 2,4 mil na versão com câmbio manual entre sexta-feira e domingo.

A Hyundai optou por desconto de 70% no valor da primeira prestação de todas as versões do HB20. Na Confort Blue, por exemplo, a parcela baixa de R$ 637,17 para R$ 191,15. O modelo custa R$ 38.995 e pode ser pago em até 75 meses.

De janeiro a outubro as vendas de automóveis e comerciais leves acumulam queda de 23,3%, para 2,070 milhões de unidades, o mais baixo volume desde 2006.

Tendências: