As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Crise seca remessa de lucros

Cleide Silva

24 Junho 2016 | 22h42

SÃO PAULO – A crise continua evaporando a remessa de lucros de montadoras instaladas no Brasil para suas matrizes. De janeiro a maio, foram enviados US$ 23 milhões para as sedes das companhias na Europa, Estados Unidos, Japão e Coreia, valor 78,7% menor em relação ao de igual período do ano passado.

As subsidiárias locais, contudo, seguem sendo socorridas pelas matrizes, que enviaram ao País nos cinco meses deste ano US$ 1,943 bilhão, quase três vezes mais que em 2015, segundo dados do Banco Central divulgados hoje.

Como a crise é para todos, as remessas da indústria, envolvendo todos os setores, caíram 43,5%, para US$ 1,728 bilhão, enquanto o ingresso de capital estrangeiro aumentou 54,8%, somando US$ 6,525 bilhões.