As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Fábricas da VW vão ficar paradas até setembro

Cleide Silva

05 de agosto de 2016 | 19h06

SÃO PAULO – A Volkswagen vai manter parada até início de setembro a linha de produção da fábrica de Taubaté (SP) e o mesmo deve ocorrer com a unidade de São Bernardo do Campo, no ABC paulista. O motivo é a falta de peças.

As duas unidades estão sem produzir há quase duas semanas e vão continuar paradas. No caso da fábrica de Taubaté, segundo o sindicato local, uma parte dos trabalhadores ficará em férias coletivas até o dia 5, e outra até o dia 13.

A montadora não está recebendo peças estampadas para carrocerias antes fornecidas pela Fameq, de São Paulo. A metalúrgica foi adquirida em julho pelo grupo Prevent e fechada na sequência. A maioria dos funcionários foi demitida. A Volkswagen trava uma briga comercial com o grupo desde o ano passado.

O grupo Prevent, de origem alemã mas atualmente nas mãos de investidores da Bósnia, segundo fontes do mercado, tem por estratégia comprar empresas de um mesmo segmento para dominar o mercado desse produto.

A VW já foi à Justiça contra a empresa, alegando descumprimento de contratos, mas até agora o Prevent, que não costuma falar com a imprensa, segue seu jogo de não entregar produtos, ou de entregar apenas parte das encomendas, deixando as fabricantes na mão.

A Fiat também teve problemas de abastecimento e foi à Justiça, mas, ao que parece, acabou se acertando com a fornecedora.

Tendências: