Veja como funciona o caminhão que dirige sozinho

finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Veja como funciona o caminhão que dirige sozinho

O caminhão do futuro estará nas ruas até 2020, mas legislação de trânsito precisará ser adaptada para definir quem será o responsável em caso de acidente

blogs

23 de setembro de 2014 | 17h15

Piloto pode ocupar-se de outras tarefas enquanto o piloto automático dirige (Foto: Divulgação)

Piloto pode ocupar-se de outras tarefas enquanto o piloto automático dirige (Foto: Divulgação)

SÃO PAULO – Um caminhão que dirige sozinho, sem necessidade de motorista, equipado com câmeras dentro da cabine no lugar de retrovisores, foi apresentado esta semana pela Mercedes-Benz como ‘o caminhão do futuro’.

O Future Truck, um modelo Actros com direção autônoma, foi mostrado no jantar de abertura do Salão de Veículos Comerciais de Hannover, na Alemanha, evento que abre as portas ao público nesta quinta-feira, dia 25.

A Mercedes-Benz acredita que até 2020 o caminhão de direção autônoma será uma realidade nas estradas. Até lá, os países terão de fazer adaptações da legislação de trânsito. Não se sabe ainda, por exemplo, quem será o responsável em caso de acidente quando o sistema de direção assistida estiver em operação.

O Ministério do Transporte da Alemanha prevê que o crescimento no volume do transporte de cargas em caminhões no país seja de 39% até 2030, e alerta que não é possível aumentar o número de estradas nessa proporção, mas apenas otimizar o uso da infraestrutura existente, e uma das formas é recorrer aos veículos inteligentes que dispensam motoristas.

O presidente da Mercedes-Benz, Wolfgang Bernhard, definiu o caminhão do futuro: “a tecnologia é o coração deste caminhão, mas o design é sua alma”.

A apresentação foi no hangar no Aeroporto de Hannover, e a fábrica anunciou que o motorista do novo caminhão vai atuar como um piloto de avião que, depois da decolagem, durante a velocidade de cruzeiro, apenas monitora comandos eletrônicos.

Enquanto o caminhão segue pela estrada, o motorista pode se ocupar de outras tarefas na cabine, que tem muito mais espaço interno que os caminhões comuns.

Caminhão do futuro:

Caminhão do futuro: “Tecnologia é o coração, mas o design é a alma”, diz  Bernhard (EFE).

Aerodinâmica. Quando o protótipo do Future Truck foi apresentado pela primeira vez, em julho deste ano, o modelo ainda não tinha aerodinâmica, só agora apresentada.

Para reduzir o atrito com o ar, os espelhos retrovisores foram substituídos por câmeras de alta precisão no interior da cabine. Os faróis também são incorporados ao contorno lateral inferior da cabine e mudam de posição dependendo do modo de direção, com ou sem a intervenção do motorista.

O caminhão pode rodar a uma velocidade de até 80 km por hora em estradas de longa distância sem que o motorista precise dirigir, embora tenha que estar presente.

Com recursos eletrônicos, o caminhão “vê” o que se passa ao seu redor. Radares, câmeras, sensores e a interligação com a rede de dados e internet fazem a leitura de obstáculos, condições da pista, veículos, acidentes e condições climáticas.

O sistema analisa esses dados e toma decisões como frear, reduzir, acelerar, desviar e até mesmo levar o veículo para o acostamento para que ele seja parado.

Antes de cada mudança na condução do caminhão, o motorista é avisado através de mensagens. Se sua intervenção for necessária, o sistema também avisa, como ocorre nos aviões equipados com sistemas de piloto automático.

Tudo o que sabemos sobre:

Mercedes Benz

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: