Híbrido Prius será fabricado no ABC, afirma sindicato
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Híbrido Prius será fabricado no ABC, afirma sindicato

Modelo híbrido recebeu no mês passado incentivo do governo federal de redução do Imposto de Importação de 35% para 4%

Cleide Silva

13 de outubro de 2014 | 15h23

 

Prius: preço será reduzido nos próximos dias (Foto: Divulgação)

Prius: preço será reduzido nos próximos dias (Foto: Divulgação)

SÃO PAULO – A Toyota não confirma, mas o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC sim. Segundo o presidente da entidade, Rafael Marques, o híbrido Prius será produzido na fábrica do grupo em São Bernardo do Campo a partir de 2016. A unidade produz atualmente componentes para os modelos Corolla e Etios e receberá cerca de R$ 60 mil para o novo projeto.

Inicialmente será uma produção de carros em CKD – kits que serão importados do Japão e apenas montados no País. Ao longo do tempo, quando a escala de produção aumentar, diversos componentes serão nacionalizados.

Na Toyota, a única informação é de que o Prius importado do Japão vai ter o preço reduzido nos próximos dias, em razão da medida de incentivo anunciada pelo governo federal no mês passado. O Imposto de Importação (II) do modelo caiu de 35% para 4%.

O Prius hoje é vendido a R$ 120,8 mil, e o novo valor ainda está em estudo, segundo Ricardo Bastos, gerente-geral de assuntos governamentais da Toyota. Desde janeiro de 2013, quando o Prius começou a ser importado, foram vendidas apenas 386 unidades.

Outro modelo híbrido da marca beneficiado pelo corte de imposto e que também terá o preço reduzido é o Lexus CT 200h, hoje vendido a partir de R$ 134 mil. Os dois veículos híbridos são movidos a gasolina e a eletricidade.

No mercado, há críticas à decisão do governo pelo fato de a medida ter beneficiado apenas a Toyota. O híbrido da Ford, o Fusion, por exemplo, é importado do México e por isso não recolhe II em razão do acordo automotivo entre os dois países.

Modelos puramente elétricos, como Nissan Leaf, BMWi3 e Mitsubishi i-MiEV não estão incluídos nesse plano de benefícios, o que é esperado para o futuro próximo.

Tudo o que sabemos sobre:

carro híbridoToyota

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.