coluna

Fernanda Camargo: O insustentável custo de investir desconhecendo fatores ambientais

As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Vendas de carros crescem 4,6% em todo o mundo

Cleide Silva

13 de janeiro de 2017 | 21h09

SÃO PAULO – O mercado global de veículos atingiu novo recorde em 2016, com vendas estimadas em 93,2 milhões de automóveis e comerciais leves, volume que supera em 4,6% o registrado no ano anterior, quando foram vendidas em todo o mundo 89,1 milhões de unidades.

O crescimento global foi puxado especialmente pela China, que computou alta de vendas de 12,3%, somando 27,9 milhões de unidades*, e pelos países da Europa Ocidental, cujos negócios foram  ampliados em 6,3%, para 15,7 milhões de veículos.

As projeções recém-publicadas pela LMC Automotive, consultoria especializada em pesquisas e serviços de projeções automotivas, mostram ainda que o mercado dos Estados Unidos cresceu apenas 0,5% ante 2015, mas teve venda recorde de 17,5 milhões de veículos.

No Japão, por outro lado, os negócios recuaram 1,9% no ano passado, e somaram 4,9 milhões de unidades. A queda maior na lista da LMC, de 14%, ocorreu na soma das vendas de Brasil e Argentina – de 3,08 milhões de unidades em 2015 para 2,65 milhões no ano passado.

Sozinho, o Brasil vendeu 1,988 milhão de automóveis e comerciais leves, queda de 19,8% em relação ao ano anterior, segundo a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea). No ranking global, o mercado brasileiro, que de 2012 a 2014 era o quarto maior do mundo, deve se manter ou até mesmo ficar abaixo da sétima posição alcançada em 2015, resultado da crise dos últimos anos que derrubaram os negócios no setor.

* Dados da associação chinesa de montadoras indicam vendas de 24,3 milhões de unidades em 2016, provavelmente apenas de carros, sem incluir caminhões e ônibus

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: