finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Vendas de veículos devem cair pelo terceiro ano seguido

Cleide Silva

06 de janeiro de 2015 | 21h27

SÃO PAULO – O mercado de veículos novos em 2015 vai continuar patinando e deve registrar o terceiro ano seguido de queda, embora em porcentuais inferiores ao de 2015. Projeção da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave) indica para este ano queda de 0,53% nas vendas, para 3,479 milhões de unidades.

No ano passado, foram vendidos 3,497 milhões de veículos, entre automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus. A queda de 7,1% em relação a 2013 foi a maior registrada pelo setor em 12 anos. No ano anterior, a queda sobre 2012 tinha sido de 0,9%.

Alarico Assumpção Júnior, presidente da Fenabrave, acredita que as recentes medidas que facilitam a retomada de veículos de inadimplentes deve animar os bancos a serem menos seletivos na liberação de crédito, por isso a projeção “otimista”, apesar de um quadro econômico desfavorável para o ano.

Hoje, segundo ele, de cada 10 propostas de pedido de crédito apresentadas aos bancos, somente três são aprovadas.

Demissões

Assumpção também não acredita que as demissões que começam a pipocar nas montadoras – 800 na Volkswagen e 244 na Mercedes-Benz – contagiem as revendas, que empregam atualmente 409 mil pessoas.

“Não está previsto demissão em massa”, diz. “Fizemos ajustes aos longo de 2013 e 2014 e, se ocorrerem cortes serão pontuais, apenas para adequar as atividades de uma forma responsável”.

 

Tudo o que sabemos sobre:

Fenabrave

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: