Após perder disputa, CNP Assurances foca em novos negócios com a Caixa

Após perder disputa, CNP Assurances foca em novos negócios com a Caixa

Aline Bronzati

22 de janeiro de 2020 | 05h00

DNT 01-08-2015 SAO PAULO – SP / ECONOMIA OE / FACHADA BANCO CAIXA ECONOMICA FEDERAL – Agencia do Banco Caixa Economica Federal na Av. Paulista em Sao Paulo – FOTO DANIEL TEIXEIRA/ESTADAO

 

A CNP Assurances não conseguiu ir além das parcerias que já tinha renegociado com a Caixa Seguridade, holding de seguros da Caixa Econômica Federal. A principal desilusão dos franceses teria sido perder as operações de seguro habitacional e residencial arrematados pela japonesa Tokio Marine. A dupla era considerada a joia da coroa por conta da liderança da Caixa no financiamento imobiliário.

Fio de esperança

A última esperança que resta para a CNP é uma parceria com a Caixa na área de consórcio. Mas a sensação dos franceses é de que também não levaram essa e ficarão restritos aos três negócios já fechados e que envolvem as áreas de seguro de vida, prestamista (atrelado a crédito) e previdência privada.

Vida que segue

Das demais parcerias que a Caixa ainda negocia, a CNP não teria feito oferta pelos ramos de seguro de automóvel e de saúde e odontologia. Portanto, o sentimento que já domina os franceses é de “vida que segue” e foco nos três negócios renovados. A CNP detém o monopólio do negócio de seguros da Caixa até fevereiro de 2021. Depois disso, chegam os novos sócios. Procurada, a CNP não comentou.

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: