Alta cúpula do Credit Suisse vai em peso para ‘toque de sino’ da Petrobrás

Alta cúpula do Credit Suisse vai em peso para ‘toque de sino’ da Petrobrás

Fernanda Guimarães

09 de fevereiro de 2020 | 04h53

Lançamento da oferta subsequente de ações da Petrobrás: Roberto Castello Branco, presidente da Petrobrás (de gravata laranja), acompanhado de Ilan Goldfajn (ao centro, de camisa azul) e José Olympio Pereira (à dir., de gravata vinho) ambos do Credit Suisse. FOTO Fernanda Guimarães/ESTADAO

A alta cúpula do Credit Suisse compareceu em peso na cerimônia da B3 em comemoração à oferta subsequente de ações da Petrobrás, pela qual o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) vendeu sua fatia de papéis com direito a voto da petroleira e colocou R$ 22 bilhões no bolso. Dois presentes chamaram a atenção: a do presidente do Credit Suisse, José Olympio Pereira, e do ex-presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, hoje no conselho do banco suíço. O Credit Suisse foi coordenador líder da oferta da petrolífera, que contou com oito bancos, e foi muito agressivo na fase de apresentação de propostas, quando o BNDES selecionou os bancos para coordenarem a oferta.

Leia também: Presidente do Credit Suisse deixa cargo em meio a escândalo de espionagem

Magrinho. A comissão, chamado de “fee”, que é o pagamento aos bancos de investimento, de 0,2% sobre o valor da oferta foi considerado muito baixo pelos concorrentes. Ainda mais porque, nessa oferta, foi acertado que seriam descontadas despesas sobre esse porcentual. O único representante do BNDES na cerimônia foi Leonardo Cabral, ex-sócio da gestora Laplace Finanças, que passou pelas áreas de fusões e aquisições do Credit Suisse anteriormente.

Saiba mais: Presidente do Credit Suisse no Brasil vê ‘otimismo duradouro’

Remember. O Credit Suisse já foi no passado um gigante em ofertas de ações. No boom das ofertas entre 2006 e 2007, por exemplo, o banco foi recorrentemente líder nos rankings. No entanto, nos últimos anos, perdeu força nesse mercado. Tem começado a recuperar posições mais recentemente, com a presença em mais ofertas.

Notícia publicada no Broadcast no dia 07/02/2020, às 18:09:11

Contato: colunabroadcast@estadao.com
Siga a @colunadobroadcast no Twitter

Quer saber mais sobre o Broadcast? Fale conosco

Tudo o que sabemos sobre:

credit suissepetrobrásbndes

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: