Donas de maquininhas reforçam operação online em meio à Covid-19

Donas de maquininhas reforçam operação online em meio à Covid-19

Aline Bronzati

27 de março de 2020 | 05h00

Foto: Gabriela Biló/Estadão

As medidas de isolamento para evitar a propagação do coronavírus estão impulsionando a demanda por pagamentos online também entre as donas de maquininhas de cartões. Uma das modalidades que mais tem crescido é a que permite envio de links por meio de aplicativos de mensagens, redes sociais ou SMS. Elas garantem o fechamento de vendas, mesmo com os estabelecimentos de portas fechadas.

Pesos pesados. Na Cielo, líder do setor, a procura pela solução online disparou. Nomes como Ri Happy, O Boticário, a empresa de calçados Santa Lolla e a rede de concessionárias Grupo Itavema estão entre as mais de 500 empresas que se credenciaram, só nesta semana, para usar a solução de link de pagamentos da companhia.

Oportunidade. Já a concorrente Stone antecipou um lançamento nessa área para atender aos clientes em tempos de coronavírus. A Stone está oferecendo uma ferramenta que gera link de cobrança por meio da sua própria conta de pagamentos. Por ora, a novidade está acessível para quem já é cliente. A ideia é oferecer a todos os comerciantes a partir da primeira quinzena de abril.

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Siga a @colunadobroadcast no Twitter

Quer saber mais sobre o Broadcast? Fale conosco

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Tudo o que sabemos sobre:

maquininhascieloStone

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: